Comentários

Valheim é um ótimo game de sobrevivência. Seu sucesso no início do ano fez jus a sua qualidade e por mais que siga em Acesso Antecipado, tem muitos pontos fortes no game. Em uma jornada interessante, confira a análise de Valheim.

Agradecemos a equipe de Valheim no Brasil pelo envio dapia do game.

Contexto e gameplay

Valheim começa com a história de o guerreiro que controlamos morreu e foi levado pelas Valquírias a um novo plano. Como pode-se notar, muito da mitologia nórdica está presente no game e através desse contexto que enfrentamos diversos tipos de criaturas no mundo de Valheim.

Com a missão de “colocar ordem” em Valheim, nosso objetivo é derrotar os inimigos de Odin. Sendo um jogo que mistura RPG com sobrevivência, o game conseguiu criar bastante identidade e em todos os momentos me senti de fato parte daquele universo.

No game, existe a opção de criar o personagem, com várias possibilidades para o seu guerreiro. Vale dizer que a customização é um ponto forte do game, visto que muitas coisas estão disponíveis para mudanças personalizadas, como barcos e acampamentos. A gameplay também varia de jogador para jogador, no sentido de combate principalmente.

Podemos jogar como um brutamontes com armas pesadas, ou usar uma lança para ampliar a distância do oponente, por exemplo. Também, usar escudos para ser um defensor ou ser um arqueiro estão entre as opções disponíveis. No caso de todas as armas, entra o aspecto de sobrevivência do game: É preciso criar todas para que se possa usar. Através de itens que se encontram no mapa, a criação se torna possível, mas além disso tem também o desgaste do que está usando. Outro detalhe interessante é que para o arco e flecha, é preciso craftar todas as flechas para utilização.

Diversão em amigos

Uma coisa muito legal de Valheim é a opção de se jogar com muitas pessoas. É possível um co-op de até 10 jogadores, sendo sempre interessante interagir com um grupo grande na busca por um objetivo. Por exemplo, para construir uma grande base, é possível realizar sozinho, entretanto em uma grande equipe se torna super usual separar grupos e deixar a concretização do objetivo mais rápida.

A conexão em Valheim não apresentou nenhum problema. O jogo se manteve bem estável e não demorava para que as conexões fossem estabelecidas. É interessante explorar também em equipe, com muitas possibilidades e cada gameplay sendo diferente.

Evolução constante

Valheim tem muita evolução do personagem, seja no sentido que estamos acostumados em RPG’s ou em jogos de sobrevivência. Temos uma barra de vida a qual pode-se aumentar com o tempo e não se pode deixar de comer no game, como em qualquer survival.

Já no sentido de evolução, são várias as habilidades que evoluem. Tudo que você realiza causa uma melhora inevitável, assim como o que você não faz fica estagnado. Se o jogador entrar muito em combates corporais, ficará mais forte. Caso usar muito do arco, sua pontaria irá melhorar. Ainda, se correr muito, terá mais vigor e a stamina aumenta. Tudo dá uma sensação de recompensa e de constante melhora.

A vida não se recupera rápido e os monstros são violentos, com um sistema de que quando morrer seus itens são perdidos e para recuperar deve voltar ao local da morte.

O mapa e o visual do game

O jogo promove uma boa interação em seu mapa. Por juntar dois gêneros onde os mapas são muito importantes (RPG e survival), as atividades são grandes. A maior parte do cenário pode ser recolhida, como por exemplo as árvores nas inúmeras florestas do game, que podem ser cortadas para craftar. Também, existe um bom número de inimigos, seja na sua variedade ou na quantidade, deixando uma boa mescla na hora de explorar e na hora de ação.

Visualmente, o game é simples. A iluminação é incrível, mas o cenário como um todo é simples. Não é a intenção do game trazer gráficos realistas, mas dentro do seu estilo promove boa ambientação e é satisfatório em sua proposta de game.

Vale a pena e segue em constante melhora

Para se jogar hoje, Valheim vale a pena. Com um mapa grande, boas opções de customização e evolução, aspectos de RPG e survival, o jogo é sólido e divertido tanto solo quanto com amigos. Ainda apresenta poucos bugs e quedas de desempenho, mas bem compreensíveis para uma versão em acesso antecipado. A experiência em Valheim foi ótima e muito imersiva.

Positivo
  • Mundo com muitas opções
  • Ótimo sistema de evolução
  • Survival bem mesclado com RPG
Negativo
  • Pequenos bugs e quedas de FPS
Nota 82

Comentários