Comentários

Back 4 Blood é um game co-op contra zumbis, onde o objetivo é avançar nos cenários e completar as missões. Desenvolvido pela Turtle Rock e publicado pela WB Games, o game consegue ser divertido mas sem brilhar nesse processo.

Bom ritmo e belos gráficos

Em Back 4 Blood, o foco não é narrativa e sim a gameplay. É importante frisar isso logo de cara pois o game tem um andamento natural nas missões, mas sem um background narrativo para o decorrer das missões. Existe o mínimo de contexto, mas funciona bem para a proposta do game.

Reprodução/Turtle Rock-WB Games

Com isso, nota-se que o jogo tem um ótimo ritmo. Esse é bem cadenciado pela estrutura das missões e intensidade colocada a prova em vários momentos. Jogando solo ou de maneira cooperativa, o jogador junto de mais três membros da equipe se juntam para, como dito anteriormente, alcançar um objetivo simples. O objetivo é simples, geralmente consiste em uma atividade como explodir um portão e atravessar o mapa, mas é no trajeto que o desafio se encontra entre os inúmeros zumbis.

Falando dos gráficos, é bem satisfatório jogar Back 4 Blood no sentido visual. Não se trata de um dos melhores gráficos já feitos, nem de 2021 inclusive, mas é bem bonito. Com um bom sistema de iluminação bem como uma variação interessante de cenários, o jogo cumpre bem seu papel. É possível sentir de fato o peso da ambientação em dias e noites, ambientes fechados e mal iluminados, um momento de pôr do sol ou um amanhecer com muita neblina. A variação é boa!

Reprodução/Turtle Rock-WB Games

A dificuldade, single-player e PvP

Dois aspectos incomodaram no game: A dificuldade e o single-player.

Primeiramente quanto ao single-player, foi dito que atualizações e melhorias estariam sendo realizadas futuramente, mas durante todos os primeiros dia não teve qualquer tipo progressão para a gameplay solo. Isso é péssimo. Uma situação comum é o jogador jogar com amigos e enquanto não estão juntos “upar” sozinho. A prática é completamente natural. Mesmo assim, em Back 4 Blood, até então, isso não estava sendo possível.

Lembrando que o sistema de evolução do jogo se dá principalmente por cartas, as quais melhoram vigor, saúde, geram mais dano e mais coisas nesse sentido.

Reprodução/Turtle Rock-WB Games

Já quanto a dificuldade, mais um problema que necessita de correção. Já com manifestações contrárias dos fãs quanto aos desafios do game por parte dos fãs, em um âmbito técnico a dificuldade do game é mal-feita. O jogo coloca em muitos momentos situações as quais a progressão não é natural e o nível de dificuldade é injusto, não difícil.

É visto, por exemplo, a seguinte situação: O objetivo é “destrancar uma porta”. Para isso, demanda um tempo de atividade a qual quem está realizando fica impossibilitado de realizar qualquer outra coisa. Nesse momento, inúmeras criaturas surgem e atacam, inclusive criaturas mais fortes, não apenas os zumbis. Fica inviável realizar a ação de uma maneira orgânica.

Reprodução/Turtle Rock-WB Games

E sobre isso também é interessante ponderar que o jogo não é difícil. Os zumbis morrem facilmente justamente por sua enorme quantidade e os inimigos especiais são fortes, mas sem problemas. No sentido de dificuldade, o problema é o modelo que tem sido utilizado, que é muito mal feito. São várias as missões onde só surgem inimigos e inimigos, deixando de ser desafiador para ser mal dosado.

O PvP é muito parecido com o visto no beta e bem simples. Os problemas de matchmaking e quedas de servidores parecem ter melhorado, mas de maneira geral é divertido jogar tanto enfrentando as criaturas quanto estando do outro lado, jogando como um monstro.

Back 4 Blood é apenas “ok”

Back 4 Blood não inova e não alcança o que Left 4 Dead conseguiu. O jogo tem boas qualidades, mas outras muitas falhas e problemas fazem com que a experiência não seja marcante. Com correções prometidas, o game pode engrenar no futuro.

Positivo
  • Belos visuais
  • Boas opções de armas
  • Ritmo intenso
Negativo
  • Jogar solo é desanimador
  • Quantidade de inimigos mal dosada
  • O jogo como um todo é raso
Nota 65


Comentários