Comentários

Eldest Souls é o novo lançamento do estúdio Fallen Flag e trouxe uma gameplay extremamente única, juntando vários estilos: Soulslike, Boss Rush e arte em 2D. De antemão, vale dizer que o game acertou em sua proposta, proporcionando uma jogatina agradável para quem gosta de dificuldade. Agradecemos, antes de tudo, a equipe de Eldest Souls pelo envio em antecipado do game.

O que é um game Boss Rush?

Falar sobre esse conceito é muito importante antes de adentrar no universo de Eldest Souls. É comum que tenhamos em qualquer jogo, inclusive em um soulslike, inúmeros NPC’s para se enfrentar antes dos chamados “chefes”. Entretanto, um jogo Boss Rush acaba justamente com parte disso.

Nesse caso, o jogo não tem NPC’s durante a trajetória, contudo os chefes ocupam muito bem a gameplay. Em Eldest Souls é possível encontrar personagens para coletar informações e conversar, mas inimigos apenas grandes e resistentes “chefes”.

Eldest Souls é difícil, mas justo

Com o conceito de Boss Rush esclarecido, podemos seguir falando sobre o game em si. Eldest Souls entrega muito do que promete como um soulslike, ou seja, é recheado de alta dificuldade. Porém, o jogo consegue conduzir muito bem o desafio, não se tornando uma jogatina estressante.

Em 10 desafios principais, as variações são grandes. Nenhum dos combates é fácil, pelo contrário inclusive, mas são de maneira geral acessíveis para quem quiser experimentar do gênero.

Existe uma boa variação no modelo de chefes. Desde verdadeiros guerreiros até grandes magos, o desafio sempre se renova a cada nova batalha. Apesar disso, um ponto em comum todos têm: São deuses.

Com isso nota-se que o poder emanado pelo inimigo é muito maior do que o do protagonista que controlamos. Os hits dos inimigos são extremamente letais, quase sempre matando em 1 ou 2 golpes, mas nesse sentido a vida deles também é imensa. Para vencer um dos chefes, demanda bastante tempo e paciência.

A história tem grande papel

Eldest Souls não tem foco narrativo, todavia entrega uma história agradável dentro do esperado.

Em um mundo já corrompido e devastado, o jogador terá que enfrentar todas as entidades maléficas com uma arma única capaz de causar dano a elas. Nesse mundo caótico e abandonado, encontramos vários personagens que auxiliam no entendimento da história.

O jogo é repleto de escolhas. São realizadas de um modo simples, mas impactam na gameplay. Por exemplo: O jogador conseguiu uma pedra preciosa; em um diálogo, se dá a opção de entregar e pedra ou não; dependendo da sua decisão, poderá ganhar uma recompensa ou até mesmo uma ação danosa.

As decisões também tem muito da personalidade do personagem. Ou seja, construir uma trajetória positiva ou mais voltada ao mal.

Além disso, nas mais de 15 horas de gameplay, vários documentos foram encontrados. Todos muito bem escritos e com informações de fato importantes. A exploração vale super a pena no game!

O jogo também tem um mapa, o qual é possível viajar para qualquer localização marcada, em qualquer momento. É um sistema interessante o qual podemos sempre que avançarmos marcar pontos e através deles, se locomover no mapa por meio de uma viagem rápida. É também muito divertido andar pelo mapa e descobrir segredos, os quais só explorando são possíveis de encontrarmos.

Um bom sistema de habilidades

Um complexo sistema de habilidades está presente em Eldest Souls. Para o jogador, é um mar de opções as quais podem sempre ser alteradas.

Funciona do seguinte modo: O jogo oferece todas as opções e com o decorrer do seu avanço, se ganham pontos. Caso queira mudar de abordagem em um momento, esses pontos podem ser redistribuídos.

Também, vale citar os poderes especiais que cada chefe fornece. Ao lado das habilidades, existe vários slots que podem ser preenchidos. Cada chefe irá fornecer uma possibilidade e o jogador pode escolher qual usar e como usar. Entretanto, a escolha não é única, podendo sempre mudar de acordo com sua vontade.

A conclusão final

Eldest Souls é incrível. É como se Dark Souls se encontra-se com Celeste. Um jogo o qual consegue ir muito bem em todos os aspectos.

Para quem gosta de um game desafiador, ele sem dúvida irá exigir bastante habilidade e atenção. Mesmo assim, não é um jogo impossível, pode ser sim jogado por qualquer player! O design do jogo é bem feito e todos os chefes tem abordagens bem diferentes, o que é super importante. Também, conta com uma trilha sonora ótima e está totalmente em português.

Eldest Souls vale a pena, pode apostar. O jogo está disponível para todas as plataformas.

Positivo
  • Ótima variação de inimigos
  • Boa trilha sonora
  • Totalmente em português
  • Árvore de habilidades com muitas opções
Negativo
  • Poderia haver mais tipos de comandos
  • As decisões poderiam ter mais impacto
Nota 85

Comentários