Comentários

Quando se trata de Xbox, temos em mente o grande trunfo da marca: GamePass. Através do serviço, a Microsoft revolucionou o mercado no que diz respeito a praticidade e custo benefício para o consumidor. De fato, assinar um plano o qual disponibilize uma centena de jogos de primeira qualidade, é muito interessante!

Entretanto, um aspecto o qual ficou “faltando”, digamos assim, foram os games exclusivos da marca. A exclusividade hoje é muito importante para todas as plataformas. Nota-se, por exemplo, a qualidade dos exclusivos de Playstation e Nintendo. Seja em prêmios, avaliações da crítica ou em vendas, ambos conseguem se sair muito bem, diferente do que acompanhamos no Xbox.

Isso é interessante. Essa análise é importante, também. Se colocarmos na ponta do papel esses aspectos nos últimos anos, o Xbox passa fora das disputas. Em vendas, os consoles da Nintendo e Sony venderam mais e em aclamações da crítica também. Os de Xbox nem entraram “nas brigas”.

A mudança de postura

Não se trata de uma crítica e sim de uma constatação. A postura dos grandes nomes que comandam o console foi de mudar essa ideia a partir da nova geração, com principalmente a compra do gigante estúdio Bethesda.

Ano passado, tive a oportunidade de conversar muito brevemente com Phil Spencer. É uma história maluca, mas Geoff Keighley (o próprio da The Game Awards) estava promovendo encontros via Zoom e eu pude participar de alguns deles. Sempre com convidados, tive a sorte de ser escolhido para fazer uma pergunta para Phil e foi justamente nesse sentido: “Qual será a postura em relação aos exclusivos nessa nova geração?”.

Phil disse exatamente o que estamos vendo hoje, no sentido de que teria um grande investimento nesse aspecto. E isso é muito bom! Starfield já se mostrou com enorme potencial e muito hype ao redor de seu lançamento no ano que vem. Halo Infinite recebeu inúmeras melhorias e promete ser um ótimo jogo, o principal da plataforma em 2021. Outros inúmeros games chamam a atenção e não se pode negar que a conferência “Xbox+Bethesda” na E3 foi uma das melhores.

Respondendo a pergunta inicial, podemos esperar muitas coisas boas. Dentro do investimento nos exclusivos para Xbox Series S/X, a indústria inteira terá mais um concorrente e mais um motivo para elevar o nível. A compra da Bethesda foi o primeira passo para o sucesso e digo que sem dúvidas, os exclusivos Xbox irão merecer muita atenção nos próximos anos.



Comentários